‘O perfume não sai da minha cabeça’, diz bombeiro que resgatou Marília Mendonça

‘O perfume não sai da minha cabeça’, diz bombeiro que resgatou Marília Mendonça

Um dos bombeiros que participou do era fã da cantora e falou sobre como foi o fim da tarde daquela sexta-feira (5) – inesquecível e dolorosa para milhões de pessoas.

Johnn Lenon é o nome do bombeiro militar que, após o expediente daquele dia na corporação, iria com a esposa ao show de Marília Mendonça – às 21h na Arena Eventos, dentro do Parque de Exposições de Caratinga.

“Esperava uma sexta-feira de alegria, de comemoração com os amigos”, contou o bombeiro. Contudo, por volta das 15h, receberam um chamado de acidente aéreo em uma área de cachoeira.

Sem imaginar que Marília era uma das vítimas, Johnn Lenon pensou rápido que, pela dificuldade do local onde o avião tinha caído, o trabalho se estenderia e ele não conseguiria sair a tempo de ir para o show.

No caminho, os bombeiros foram avisados que o bimotor acidentado era o avião que transportava Marília Mendonça até a cidade mineira. Aquilo já deu uma abalada no coração, disse Johnn Lenon em entrevista ao portal ‘G1’.

Ao chegarem no local, o avião aparentava estar em boas condições. Logo, os bombeiros acreditaram que resgatariam os passageiros e tripulantes com vida e os encaminhariam para o hospital.

A equipe realizou a estabilização da aeronave e a “ancoragem dos bombeiros, que foram amarrados em cordas utilizando a técnica de rapel, para evitar de serem levados pela correnteza.

Quando Johnn Lenon se aproximou do avião imaginando que realizaria um resgate de pessoas com vida, veio a confirmação: Marília Mendonça estava lá e era uma das vítimas fatais.

Bombeiro que resgatou Marília Mendonça fala sobre a ocorrência

“Nem consigo expressar o que a gente sente. Mas a gente não pode se abalar”, afirmou ele, que precisou ser profissional para fazer a retirada do corpo da cantora, das outras quatro vítimas da aeronave.

Eu queria acreditar que não era ela, que deveria ser alguém parecido. Eu estava no meio da cachoeira para poder receber os corpos e levar para a parte mais seca. Quando olhei e vi que era o rosto dela, pensei: ‘Agora não tem como falar que não é ela‘”, disse o bombeiro Johnn Lenon.

Ele contou, em entrevista, que tinha o hábito de ouvir as músicas de Marília Mendonça e estava na expectativa de ir ao show dela com a esposa, que também é fã. Mas naquela tarde tudo mudou…

Quase todo dia de manhã, quando mexia em alguma coisa na casa, colocava a música dela para tocar. Aí, você vai para uma ocorrência, sem saber que é ela, no meio do caminho vem aquela ideia de que pode ser ela, aí você chega no local e confirma que é ela e você ia no show dela. A minha cabeça não parou naquela hora. A ficha custou a cair“, afirmou o bombeiro.

Johnn Lenon ressaltou que sentiu o perfume de Marília Mendonça durante o resgate e que não vai esquecer daquele cheiro nunca mais.

“Eu até comentei com minha esposa que na hora que eu peguei ela, eu senti um perfume bom que não vai sair da minha cabeça. Eu poderia ir ao show, tirar uma foto com ela e sentir o mesmo perfume, mas sentir ali, daquela forma, é uma situação que provavelmente não vai sair da cabeça”, disse Johnn.

Confira a nota publicada pelo perfil oficial dos Bombeiros de Minas Gerais após o acidente aéreo que aconteceu dia 5 de novembro em Piedade de Caratinga:

⚠Nota
O CBMMG informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais.

— Bombeiros_MG (@Bombeiros_MG) November 5, 2021

Bombeiro era fã da cantora

Além de Marília Mendonça, morreram também o tio e assessor dela, Abicieli Silveira Dias Filho, o produtor Henrique Ribeiro, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarcísio Pessoa Viana.

A cantora de apenas 26 deixa Léo, seu filho de quase dois anos fruto do namoro com o sertanejo Murilo Huff. A guarda de Léo será compartilhada entre o pai e a avó, Ruth Moreira, mãe de Marília.

Foi a mulher do bombeiro Johnn Lenon, Michelly Dias, quem o influenciou e levou a se tornar fã de Marília Mendonça. Michelly gosta da cantora desde o início da carreira musical dela. O casal, inclusive, foi à primeira apresentação da cantora em Caratinga, que aconteceu em 2016.

Gostei muito da pessoa que ela era, da levada da música, do vozeirão que tinha, diz Lenon sobre o show de cinco anos atrás, que afirmou ter sido inesquecível.

O bombeiro relatou que perdeu o apetite e o sono nas horas seguintes à ocorrência. “Aquele dia se tornou trágico e inesquecível. Ela teve uma passagem meteórica, fez história”, escreveu ele nas redes sociais.

“De um segundo para o outro, passamos da espera do fim do expediente para ir curtir o show da Marília Mendonça, para resgate da mesma e os demais que com ela estavam”, disse ele.

“Ocorrência que traz um grande trauma, visto que se trata de uma pessoa que faz parte da vida de milhões de pessoas, inclusive a minha. Teve uma passagem rápida porém meteórica. Vai com Deus Marília, que Deus a tenha junto dele você fez história!”.

Veja:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Johnn (@johnnmihbm)

Leia, na íntegra, o texto publicado pelo Corpo de Bombeiros de Caratinga, no Instagram:

Por trás da farda um fã. Um fã que estava ansioso, esperando o fim do expediente administrativo para ir ao tão esperado show. Um fã que ao ser acionado para a ocorrência de queda de avião, sem ter ideia do que iria encontrar ali, largou tudo o que estava fazendo e de pronto deslocou para o local.

Um fã que sabe que a sua condição de militar pressupõe que esteja sempre pronto para a missão, independente da hora do dia ou da noite, independente de suas programações, sabe que quando acionado, deve responder de imediato ao chamado.

Um fã, que ao responder ao nobre chamado, pela complexidade da ocorrência, provavelmente já sabia que seu empenho não terminaria antes da hora do show e que perderia a oportunidade singular se ver sua ídola.

Esse era o contexto do fã que deslocava para ocorrência, momentos antes de descobrir o real motivo pelo qual não veria o show. Ao chegar no local da ocorrência e descobrir quem estava dentro do avião, um turbilhão de emoções. Uma descarga de sentimentos inimagináveis.

Nesse momento, o árduo treinamento psicológico é posto a prova, e o fã, com extremo profissionalismo, atende a ocorrência como atende a todas as outras, com excelência, com vigor, com técnica, com segurança e, sobretudo, com o mais alto grau de qualidade exigido nos protocolos operacionais da Corporação.

Esse é o nosso legado. Independente do local, dos problemas, das condições logísticas, da hora do dia ou da noite e de quem quer que seja! Sempre estaremos prontos para servir à nossa população mineira. Salvar!”. 

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Homem tenta vender ‘fotos do corpo de Marília Mendonça no IML’

O post ‘O perfume não sai da minha cabeça’, diz bombeiro que resgatou Marília Mendonça apareceu primeiro em Revista Cifras.

This content was originally published here.

Related Posts

Leave a Reply